quarta-feira, 12 de junho de 2024

Equatorial - 1979 - Teti

 

1 - Daniela
Rodger Rogério - Clodo
2 - Jumento Passarinho
Rodger Rogério - Zila Mamede
3 - Barco de Cristal
Rodger Rogério - Clodo - Fausto Nilo
4 - Último Raio de Sol
Rodger Rogério - Clodo - Fausto Nilo
5 - Gírias do Norte
Onildo Almeida
6 - Pé na Terra
Stélio Vale - Fausto Nilo
7 - Vento Rei
Zé Maia - Calé
8 - Passarás, Passarás, Passarás
Petrúcio Maia - Capinam
9 - Espacial
Belchior
10 - Falando da Vida
Rodger Rogério - Dedé
11 - Maracá
Rodger Rogério - Clodo
12 - Equatorial
Calé - Fausto Nilo
 
Músicos
Rodger Rogério: Violão
Luis Alves, Ife e Valdeci: Baixo
Toninho Horta: Guitarra
Túlio Mourão: Órgão, Piano elétrico, Teclados
Robertinho de Recife: Guitarra portuguesa
Tuti Moreno e Elber Bedaque: Bateria
Mauro Senise, Nivaldo Ornelas e Franklin: Flauta
Robertinho Silva: Percussão
Manassés e Geraldo Azevedo: Viola de 10 cordas
 
******************************

Maria Elisete Morais de Oliveira é a Teti. Nascida em Quixadá, Ceará, no ano de 1950, fez parte do Pessoal do Ceará no início dos anos 1970, juntamente com Ednardo, Rodger, Belchior, entre outros. Uma das principais vozes femininas de seu estado, tem nesse LP o seu segundo registro solo. No repertório traz o canto da sua gente, da sua terra, com as influências dessa década frutífera, modernizando a música brasileira e evidenciando a forte contribuição cearense para a MPB.

O Homem Traça diz: ROAM!
 

Vento Rei

sábado, 8 de junho de 2024

The Pentangle - 1968

 

1 - Let no man steal your thyme
Tradicional – Arr. Jansch - Thompson - McShee - Renbourn - Cox
2 - Bells
Jansch - Thompson - McShee - Renbourn - Cox
3 - Hear my call
Staples - Westbrooks
4 - Pentangling
Jansch - Thompson - McShee - Renbourn - Cox
5 - Mirage
Jansch - McShee
6 - Way behind the sun
Jansch - Thompson - Renbourn - Cox
7 - Bruton Town
Tradicional - Arr. Jansch - Thompson - McShee - Renbourn - Cox
8 - Waltz
Jansch - Thompson - Renbourn - Cox

Bônus 
9 - Koan (Versão alternativa)
Sullivan
10 - The Wheel (Versão alternativa)
Jansch
11 - The Casbah (Versão alternativa)
Jansch
12 - Bruton Town (Edição 1/5/3)
Tradicional - Arr. Jansch - Thompson - McShee - Renbourn - Cox
13 - Hear my call (Versão alternativa)
Staples - Westbrooks
14 - Way behind the sun (Versão alternativa)
Jansch - Thompson - Renbourn - Cox
15 - Way behind the sun (Instrumental)
Jansch - Thompson - Renbourn - Cox

Músicos
Baixo – Danny Thompson
Bateria – Terry Cox
Guitarra – John Renbourn
Guitarra, Vocais – Bert Jansch
Vocais – Jacqui McShee

******************************

Álbum de estreia do grupo, reuniu as influências de folk, jazz, blues, música tradicional britânica às criações contemporâneas. No rastro de um movimento prodigioso que atraia jovens para a audição em bares dedicados à música tradicional, esse LP alcançou destaque à época, tendo no canto de Jacqui McShee, então com 25 anos, um atrativo a mais. Qualquer semelhança com o som do Jethro Tull dos primeiros anos não é mera coincidência, as raízes são as mesmas.

O Homem Traça diz: ROAM!

Let no man steal your thyme

terça-feira, 4 de junho de 2024

La balsa - 1967 - Los Gatos

 

 
1 - La balsa
Litto Nebbia - Ramsés
2 - Ya no quiero soñar
Litto Nebbia
3 - Lo olvidarás
Litto Nebbia
4 - Madre escúchame
Litto Nebbia
5 - Un día de otoño
Litto Nebbia
6 - Ríete
Litto Nebbia
7 - El vagabundo
Litto Nebbia
8 - Me harás pensar en el amor
Litto Nebbia
9 - Ayer nomás
Moris - Pipo Lernoud
10 - Mi ciudad
Litto Nebbia
11 - El rey lloró
Litto Nebbia
12 - Que piensas de mi
Litto Nebbia
 
Bônus
13 - O dia chegará
Lito Nebbia
14 - Eu nunca acreditei   
Lito Nebbia
 
Músicos
Litto Nebbia – vocais principais e de apoio, guitarra rítmica e gaita
Kay Galifi – guitarra solo
Ciro Fogliatta – órgão, piano e coros
Alfredo Toth – baixo e backing vocals
Oscar Moro – bateria

*************************

Esse é o LP de estreia de Los Gatos, lançado após o compacto  com as faixas "La balsa" e "Ayer nomás", foi o primeiro marco de sucesso do Rock Argentino. É clara a influência de bandas inglesas como o The Beatles, mas canções autorais, as letras calcadas em poética belíssima e o canto em espanhol demonstram a busca por um caminho criativo autêntico.

O Homem Traça diz: ROAM!

El vagabundo

quarta-feira, 29 de maio de 2024

Fogueira do Divino - 2005 - Fernando Brant e Tavinho Moura

 

1 - Abertura Fogueira do Divino
Nivaldo Ornelas
2 - Dois Rios
Fernando Brant - Tavinho Moura - Sérgio Santos
3 - Cy
Fernando Brant - Tavinho Moura
4 - Quem sabe amar de verdade
Fernando Brant - Tavinho Moura
5 - Gente que vem de Lisboa
Fernando Brant - Tavinho Moura
6 - Fogueira do Divino
Fernando Brant - Tavinho Moura
7 - Bumerangue
Fernando Brant - Tavinho Moura
8 - Couve com Angu
Fernando Brant, Tavinho Moura
9 - Serra da Maravilha
Fernando Brant, Tavinho Moura
10 - Amor Delicado
Fernando Brant - Tavinho Moura
11 - Amormeuzinho
Fernando Brant - Tavinho Moura
12 - Volta para o fogo
Fernando Brant - Tavinho Moura
13 - A cidade e a chuva
Fernando Brant - Tavinho Moura
14 - Casa de barro
Fernando Brant - Tavinho Moura
15 - A cidade e o tempo
Fernando Brant - Tavinho Moura
16 - Em volta do fogo
Fernando Brant - Tavinho Moura
17 - Nossa Senhora do Ó
Fernando Brant - Tavinho Moura
18 - Pacto
Fernando Brant - Tavinho Moura
19 - O fruto do oro
Fernando Brant - Tavinho Moura
20 - Encontro das águas
Fernando Brant - Tavinho Moura
21 -  A Grande Graça
Fernando Brant - Tavinho Moura
 
Músicos
Violão – Beto Lopes - Weber Lopes
Arranjos – Nivaldo Ornelas
Baixo – Milton Ramos
Regência – Nelson Ayres (faixas: 1 to 5, 9, 10, 13 to 15, 18, 21)
Orquestra Sinfônica De Minas Gerais (faixas: 1 to 5, 9, 10, 13 to 15, 18, 21)
Coral Voz e Cia.
Percussão – Serginho Silva
Solista – Alda Rezende, Anthonio, Claudia Valle, Grupo Tambolelê, Mariana Brant, Marina Machado, Sérgio Santos

***************************************

A poesia de Fernando Brant conduz a música de Tavinho Moura nessa comunhão gravada ao vivo, com direito à orquestrações e a performances de coro e de solistas primorosas. O mote é a formação do povo brasileiro, com a sua fé, seus amores, dores, humor e resistência, trazendo clássicos de Fernando Brant e de Tavinho Moura, além de composições inéditas.

O Homem Traça diz: ROAM!

Amormeuzinho

sexta-feira, 24 de maio de 2024

Ambatown - 1996 - Marcos Suzano

 
 
1 - Pandemonium - Parte 1
Marcos Suzano
2 - Pandemonium - Parte 2
Marcos Suzano
3 - Desentope Batucada
Marcos Suzano
4 - Airá
Carlos Negreiros
5 - Nosso Bumba
Marcos Suzano - Alex Meirelles
6 - Assalto
Paulo Moura - Alex Meirelles - Paulo Muylaert
7 - Quem
Itamar Assumpção
8 - Jungle Samba
Marcos Suzano
9 - O Curupira pirou
Marcos Suzano - Lenine
10 - Sereia do Leblon
Alex Meirelles
11 - Diálogos para a paz mundial
Alex Meirelles - Paulo Moura

Músicos
Marcos Suzano - Alex Meirelles - Carlos Malta - Eduardo Neves - Bororó - Paulo Moura - Lenine

******************************
 
Marcus Suzano é natural do Rio de Janeiro, nascido em 1963, passou pela influência do rock na adolescência e desembocou nos naipes de percussão das escolas de samba. Fixou-se no pandeiro, instrumento que o tem notabilizado desde a sua passagem pelo grupo Aquarela Carioca, entre o fim dos anos 1980 e meados dos anos 1990. Foram os registros do disco "Olho de Peixe", de Lenine, gravado em 1993, que o alçaram ao grande público, dando visibilidade à sua performance inovadora para o pandeiro.

Esse é o seu primeiro álbum solo, uma síntese dos belos trabalhos daquele período, em que a centralidade do pandeiro é acompanhada por parceiros notáveis.

O Homem Traça diz: ROAM!

O Curupira pirou