terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Festival MPB Shell - Vol. 1 - VA - 1981



01 - Perdidos na selva
Júlio Cesar Barroso
Interpretado por: Gang 90 y As Absurdettes
2 - Amizade Sincera
Renato Teixeira
Interpretado por: Dominguinhos e Renato Teixeira
3 - Mordomia
Ari do Cavaco - Gracinha
Interpretado por: Almir Guineto
4 - Estrela do mar
Francis Hime - Olivia Hime
Interpretado por: Olivia Hime
5 - Navega coração
Kleiton Ramil - Kledir Ramil
Interpretado por: Kleiton & Kledir
6 - Adeus à dor
Sergio Natureza
Interpretado por: Tunai
7 - No nosso é refresco
Accioly Neto
Interpretado por: Accioly Neto
8 - O balão
Nando Carneiro - Geraldo Carneiro
Interpretado por: Beth Goulart
9 - Avenida Brasil
Marina Lima - Antônio Cícero
Interpretado por: Marina Lima
10 - Atalho
Mongol
Interpretado por: Mongol
11 - Tempo presente
Fernando Filizola
Interpretado por: Quinteto Violado
12 - Londrina
Arrigo Barnabé
Interpretado por: Tetê Espíndola

*******************************

Esse festival é um dos vários realizados pela TV Globo no início dos anos 1980. Suas eliminatórias gravadas nos estúdios foram marcadas por uma frivolidade burocratizada, já que a platéia era composta apenas por convidados. Já a final no Maracanãzinho a estrutura armada não segurou a galera e foi aquela frustração quando se anunciou a canção Purpurina, interpretada por Lucinha Lins, como a vencedora. Teve até vai, pois o público torcia por Planeta água do Guilherme Arantes. Estava claro que era um jogo de cartas marcadas. As 25 músicas finalistas, os melhores intérpretes e arranjos foram registrados em dois LP's e diversos compactos.

Nos dois LP's tem muita coisa insossa, afinal, se Purpurina ganhou e a sua intérprete foi a "melhor", há de se considerar as limitações do juri e da época.

Mas, apesar dos pesares, temos pérolas como Londrina do Arrigo Barnabé, interpretado pela Tetê ainda autêntica (muito diferente da produzida Escrito nas Estrelas que defendeu no Festival dos Festivais em 1985). Lembro de me divertir muito com o Quinteto Violado, Accioly Neto e Almir Guineto "metendo a boca no trombone" mesmo com os olhos ditatoriais atentos (a bomba dos terroristas militares no 1o. de maio de 81 no RioCentro ainda estava ecoando). Aliás, acho que a canção No nosso é refresco devia voltar a ser "hit" imediatamente!

De modo geral o festival serviu para dar evidência nacional a vários que eram desconhecidos e/ou iniciavam as suas carreiras, tais como Marina, Kleiton&Kledir, Olívia Byington, Boca Livre, Guilherme Arantes.

O Homem Traça diz: ROAM!

 

No nosso é refresco

2 comentários:

Walter Figueirôa disse...

parabens pelo blog "Somos um Pais que tem uma das culturas mais criativas no Mundo, com bons Poetas, Letristas, Músicos, Interpretes".
Um abraço!!!!!!

Anônimo disse...

Seus bosta! Almir Guineto seus cú...