segunda-feira, 9 de maio de 2011

Papa Poluição - 1976 e 1977
Postagem original: 10/02/08
 

Compacto 1976
01 - Rola côco
02 - Guerra fria
03 - Em nome do Rock
04 - Brechando nas gretas


Músicos
Paulinho Costa - voz e guitarra
Luís Penna - guitarra e voz
Beto Carrera - guitarra e voz
Tiago Araripe - violão percussão e voz
Bill Soares - baixo e voz
Xico Carlos - bateria



Compacto 1977
05 - Inferno da criação
06 - Tua ausência


Músicos
Fausto Aguiar - guitarras (participação especial).
Paulinho Costa - voz e guitarra (arranjo de "Inferno da Criação")
Luís Penna - guitarra e voz
Beto Carrera - guitarra e voz
Tiago Araripe - violão percussão e voz
Bill Soares - baixo e voz
Xico Carlos - bateria

**************************************

Grupo Papa Poluição, formado na cidade de São Paulo em 1975, tinha um som de rock brasileiríssimo, composto por experimentações, misturando a cultura nordestina, com a poesia concretista de Décio Pignatari e as guitarras. A maioria dos seus integrantes era de nordestinos. Tiago, Bill e Chico eram do Ceará, Paulino e Luís, da Bahia, e o restante do grupo, da capital paulista. O paulista Cid Campos também atuou no grupo como baixista. Na sua breve carreira, que durou até 1980, o Papa Poluição lançou apenas dois compactos: um duplo pela Chantecler em 1976 e outro compacto simples pela Top Tape em 1977.

Essa postagem é uma contribuição do Serbão e do Tiago Araripe. Aqui vocês podem conferir as seis canções que compõem o repertório dos dois compactos. Podia ter mais "O Macaco Avoa", gravada pelo Penna e Paulinho pra trilha sonora do "Sargento Getúlio", mas vamos por partes.

Uma novidade boa é que o LP "Cabelos de Sansão" do Tiago Araripe, originalmente lançado nos anos 80, deve ser relançado em CD brevemente! E isso também é outra história...


O Homem Traça diz: ROAM!



Tua ausência