segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Corrupcion - 1973 - Totem



1 - Nena
E. Useta 
2 - Toda América 
E. Useta 
3 - A Victoria y Federico 
M. Cabral
4 - Hola hermano
E. Rey
5 - Gongueiro 
E. Useta 
6 - Corrupción
E. Useta  
7 - El hombre feliz
E. Useta  
8 - Cáspita 
E. Useta 


Músicos

E. Useta - M. Cabral - E. Rey - Roberto Giordano - Tomás «Chocho» Paolini

*******************************

No final de 1972, saíram Rada e Lagarde, ingressaram ao grupo Roberto Giordano (bajista) y Tomás «Chocho» Paolini, as primeiras vozes do grupo passar a Useta e Rey. Em janeiro de 1973 o Totem grava o seu terceiro LP. Tão competente quanto os anteriores, as fusões se aprofundam e a crítica social é parte dessa poética. 

A saída de Rada causou certo impacto e o grupo perdeu popularidade até se dissolver no início de 1974. No entanto, é preciso frisar que o Golpe de Estado realizado pelos militares uruguaios - a exemplo do que ocorria em toda a América Latina, sob o comando do imperialismo estadunidense -, contribuiu para dissolver a cena de musica jovem, roqueira e contestadora, dificultando o trabalho de quem exigia liberdade para criar.

Os registros em MP3 que temos disponíveis não são exemplares da melhor qualidade, mas, dada a pouca disponibilidade na rede, vale conferir esse belo disco uruguaio que transita com musicalidade das "Américas". Destacamos "Gongueiro" para demonstrar os efeitos benéficos dessa mistura sonora.

O Homem Traça diz: ROAM!

 

Gongueiro

domingo, 31 de janeiro de 2016

Totem - 1971


1 - Dedos
E. Useta - R. Rada
2 - Chévere
N. Guillén - D. Lagarde
3 - De Este Cielo Santo
R. Rada
4 - Días De Esos
M. Cabral - Urbano Moraes
5 - Todos 
E. Useta
6 - Biafra
R. Rada
7 - El Tábano
E. Useta
8 - Mañana
R. Rada - E. Useta
9 - No Me Molestes
R. Rada
10 - La Lluvia Cae Para Todos Igual
E. Rey
11 - Mi pueblo (Bonus - Compacto de 1972)
E. Useta


Músicos

Ruben Rada - Daniel Lagarde - Enrique Rey - Eduardo Ustea - Mario Cabral - Santiago Ameijenda

***************************

O Totem foi precursor das misturas de influência da música brasileira e estadunidense com as tradições da música uruguaia, sobretudo com o candombe, batuque similar a diversas manifestações afrobrasileiras. Essa mistura com a música beat e o candombe ficou conhecida como  "Candombe beat".

Ruben Rad,a com sua voz potente, ainda hoje no Uruguai. O instrumental vibrante e as letras, por vezes, contestadoras do grupo dão conteúdo ao trabalho reunido em três LPs, iniciando os registros em 1971 e findando seus trabalhos em 1974, num contexto de repressão à produção dos grupos identificados com o público jovem da época. Muitos pararam de gravar e se apresentar, até desaparecerem, outros tantos emigraram.

Essa postagem se dedica ao primeiro LP e no bônus há "Mi Pueblo", conteúdo de um compacto simples de 1972, com "Negro", faixa do segundo LP, no outro.

O Homem Traça diz: ROAM!




    

Dedos

sábado, 30 de janeiro de 2016

Descarga - 1972 - Totem



1 - Heloísa
R. Rada
2 - Orejas
M. Cabral
3 - Manos
R. Rada - D. Lagarde
4 - Pacífico
D. Lagarde - E. Useta
5 - Todo mal
R. Rada - D. Lagarde
6 - Negro
R. Rada
7 - Mi alcoba
E. Useta
8 - Un sueño para Gonzalo (instrumental)
E. Useta
9 - Descarga
Totem

Músicos
Ruben Rada - Daniel Lagarde - Enrique Rey - Eduardo Ustea - Mario Cabral - Santiago Ameijenda

********************

O gruo Totem em 1972 se consolidou como um dos mais populares do Uruguai. Seu segundo disco matem as misturas do rock, jazz e black music com a música tradicional uruguaia, sobretudo com o candombe. O resultado é de extrema qualidade, com instrumental competente, marcado por uma percussão característica do rock latino, coroado por vocais fortes. Ao ouvi-los lembramos de Santana e outros tantos como Deodato (há passagens que semelham Casa das Máquinas, mas Um sueño para Gonzalo é anterior ao Lar de Maravilhas!), no entanto, não se apaga o caráter original desse grupo que marcou a música uruguaia.

O Homem Traça diz: ROAM


 

Negro

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Almendra - 1970

Postagem original - 07/03/2008




01. Toma el tren hacia el sur
Spinetta
02. Jingle
Spinetta
03. No tengo idea 
Edelmiro Molinari
04. Camino difícil 
Emilio del Guercio
05. Rutas argentinas
Spinetta
06. Vete de mí, cuervo negro
Spinetta
07. Amor de aire 
Edelmiro Molinari
08. Mestizo 
Edelmiro Molinari
09. Agnus dei
10. Para ir
Spinetta
11. Parvas
Spinetta
12. Cometa azul 
Emilio del Guercio
13. Florecen los nardos
Spinetta
14. Carmen 
Emilio del Guercio
15. Obertura
Spinetta
16. Amor de aire 
Edelmiro Molinari
17. Verde llano 
Edelmiro Molinari
18. Leves instrucciones 
Emilio del Guercio
19. Los elefantes
Spinetta
20. Un pájaro te sostiene 
Emilio del Guercio
21. En las cúpulas
Spinetta

********************************

Segundo e último álbum, este é duplo e conceitual, tem a estrutura de uma ópera rock calcada no rock´n roll (claro!), nas viagens com solos de guitarras e sons experimentais. O grupo argentino acaba após esse disco e irá formar outros como o Color Humano.


O Homem Traça diz: ROAM!




Obertura

Almendra - 1969 (LP e Singles)

Postagem original: 08/02/2008




Os primeiros singles
1. Tema de Pototo
2. El mundo entre las manos
3. Hoy todo el hielo en la ciudad
4. Campos verdes
5. Gabinetes espaciales
6. Final


O LP "Almendra"
7. Muchacha (ojos de papel)
8. Color humano
9. Figuración
10. Ana no duerme
11. Fermín
12.Plegaria para un niño dormido
13. A estos hombres tristes
14.Que el viento borró tus manos
15. Laura va


Os singles posteriores
16. Hermano perro
17. Mestizo
18. Toma el tren hacia el sur
19. Jingle
20. Rutas argentinas

Músicos
Edelmiro Molinari - guitarra e vocal
Emilio Del Guercio - baixo e vocal
Luis Alberto Spinetta - guitarra e voz
Rodolfo García - bateria

******************************************


Os quatro membros desse grupo argentino eram companheiros do Instituto San Roman. Da união das bandas Los Sbirros e o Larkings se formou a banda Almendra (amêndoa em português), nascida por volta de 1967. A Almendra é considerada membro de uma trilogia inicial do rock argentino, ao lado de Los Gatos e Manal.

Gravam um primeiro compacto com as canções “Tema de Pototo“ e "El mundo entre las manos”, em setembro de 1968. A repercussão é imediata com o estilo refinado, pouco comum, dos arranjos vocais e a poesia do lírica das letras, que contrastaram com os rifs de guitarra e o peso da bateria. 

Os primeiros show's foram em Rosario e Córdoba, acompanhando Johnny Tedesco. Em 1969 gravaram o primeiro LP, já com a experiência de inúmeras apresentações na bagagem, entre as quais estão a temporada e verão em Mar del Plata, o Festival de la Canción de Lima, Perú, e o Festival Pinap, organizado pela revista homônima. O som da Almendra está próximo do folck, da experimentação psicodélica e do rock daquela época. Nesse primeiro LP os arranjos vocais e instrumentais são muito bem trabalhados, embalam belas letras em canções inquietantes para "viajar" e/ou "pirar".

Nesta postagem trazemos o conteúdo do relançamento em CD ocorrido em 1992. Conta-se que foi a primeira banda da América latina a ter um álbum relançada em CD. Nessa edição somam-se faixas contidas em compactos anteriores e posteriores ao lançamento do primeiro LP.

O segundo disco aparece em 1970, um álbum duplo, no rastro do sucesso que o grupo conquistou com suas excursões num período intenso de apresentações lotadas. No final deste mesmo ano, o Almendra se dissolve e seus membros dão início a outras bandas que marcaram época na Argentina.

O Homem Traça diz: ROAM!



Que el viento borró tus manos

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Artaud - 1973 - Pescado Rabioso






01 - Todas las hojas son del viento 
02 - Cementerio Club 
03 - Por 
04 - Superchería 
05 - La sed verdadera 
06 - Cantata de puentes amarillos 
07 - Bajan 
08 - A Starosta, el idiota
09 - Las habladurías del mundo

Músicos
Luiz Alberto Spinetta- Carlos Gustavo Spinetta - Rodolfo García - Emilio del Guercio 

*************************

Esse deveria ser o terceiro disco do Pescado Rabioso. Spinetta, um dos pais do Rock argentino, após a dissolução do grupo Almendra, viajara pela Europa e retornara à Buenos Aires em 1971 com novas ideias musicais. Com os dois primeiros discos experimentaria uma produção com influências que cruzam Zeppelin, John Renbourne do Pentangle, entre outros. Após a falência da gravadora (dizem que a produção do álbum duplo Pescado 2 tem participação nessa história), LP Artaud era mera formalidade contratual, a qual foi cumprida apenas por Spinetta, sem os músicos do Pescado, mas na companhia de seu irmão e ex-companheiros do Almendra. Portanto é um disco autoral, cuja poesia dialoga com a escrita do poeta, ator e dramaturgo francês Antonin Artaud e nas cartas que Van Gogh enviou para seu irmão Theo. Por isso Spinetta assina a todas as canções.

O LP foi relançado recentemente com seu projeto gráfico original, a capa chama a tenção por si só. Seu recorte é essa figura irregular, diferente do quadradão 30x30 cm. As canções são pautadas pelo folk, pelo blues, baladas e instrumentalizações que dão corpo às críticas à violência, que chamam à responsabilidade com as crianças e o amor em letras cheias de beleza e metáforas surrealistas. Lembra o Almendra, claro!

O Homem Traça diz: ROAM!

 

Todas las hojas son del viento

sábado, 9 de janeiro de 2016

Cilibrinas do Éden - 1973
Postagem original: 09/12/07



1 - Mamãe Natureza
2 - E você ainda duvida?
3 - Minha fama de mau
4 - Gente fina é outra coisa
5 - Paixão da minha existência atribulada
6 - Festival divino
7 - Bad trip/Ainda bem
8 - Nessas alturas dos acontecimentos
9 - Vamos voltar ao princípio porque llá é o fim
10 - Cilibrinas do Éden 


********************************************************



No ano de 1973 a Philips promoveu o show Phono 73 com contratados da gravadora da época. Foi aí que Rita Lee, acompanhada por Lucia Turnbull, apareceu pela primeira vez após a saída dos Mutantes. A dupla, Cilibrinas do Éden, algum tempo depois grava um álbum com a participação dos músicos que integrariam o Tutty-Frutty, no entanto esse disco nunca saiu e nem consta de biografias como uma lenda (caso de o "A e o Z" dos Mutantes, por um longo tempo). O fato é que a Philips nunca lançou o disco e em 1974 aparece "Atrás do porto tem uma cidade" com "Mamãe Natureza" regravada.

Além da primeira versão de "Mamãe Natureza", destaco o faixa "Bad Trip", que foi reaproveitada anos depois com o nome "Shangrilá".

Depois de mais de 30 anos as gravações de estúdio "apareceram" aqui por Sampa e graças ao MP3 internético, cá está pra vocês pirarem com essa roída!

O Homem Traça diz: ROAM!



Bad trip - Ainda Bem

Fruto Proibido - Rita Lee - 1975
Postagem original - 17/02/2013


1 - Dançar Pra Não Dançar 
Rita Lee
2 - Agora só falta você 
Rita Lee - Luís Sérgio
3 - Cartão Postal 
Rita Lee - Paulo Coelho
4 - Fruto Proibido
Rita Lee
5 - Esse tal de Roque Enrow 
Rita Lee - Paulo Coelho
6 - O Toque 
Rita Lee - Paulo Coelho
7 - Pirataria 
Lee Marcucci - Rita Lee
8 - Luz Del Fuego 
Rita Lee
9 - Ovelha Negra 
Rita Lee

Músicos
MúsicosRita Lee - Sérgio Carlini - Lee Marcucci - Franklin Paolillo - Gilberto Nard - Guilherme S. Bueno - Rubens Nardo

*************************

Este é o quarto disco da carreira solo da Rita Lee. É o segundo com o Tutti Frutti e o disco que faz a carreira da Rita realmente se popularizar como uma rock star. Esse disco é recheado de verdadeiros clássicos do Rock Brasileiro. Destaco a faixa "O Toque", cuja letra é divida com Paulo Coelho já fazendo uma incursão na poética da auto-ajuda e bem antes de virar essa "sumidade da literatura mundial".

O Homem Traça diz: ROAM!



O Toque 

Atrás do porto tem uma cidade 
Rita Lee - 1974
Postagem original - 04/03/2011


01 - De Pés no Chão 
Rita Lee
02 - Yo No Creo Pero... 
Rita Lee - Carlini - Marcucci
03 - Tratos à Bola
Rita Lee - Carlini - Marcucci
04 - Menino Bonito 
Rita Lee
05 - Pé de Meia 
Rita Lee
06 - Mamãe Natureza 
Rita Lee
07 - Ando Jururu
Rita Lee
08 - Eclipse do Cometa
Rita Lee
09 - Círculo Vicioso
Rita Lee
10 -  ...Tem uma Cidade
Rita Lee

Músicos
Rita Lee - Lúcia Turnbull - Sérgio Carlini - Mamão - Juarez - Paulinho - Lee Marcucci - Mazola - Luís Cláudio

***************************

Bom que só...

O Homem Traça diz: ROAM!

 

Ando jururu

Caprichoso - Grupo Rumo - 1985
Postagem original - 15/09/2013



1 - Delírio, meu!
Luiz Tatit
2 - Esperança Ribeiro
Zecarlos Ribeiro
3 - Vrum
Luiz Tatit
4 - Revelações
Luiz Tatit
5 - Noite inteira com você
Luiz Tatit
6 - O apito
Zecarlos Ribeiro
7 - Salve a vítima
Luiz Tatit
8 - Caprichoso
Zecarlos Ribeiro
9 - Sombra
Zecarlos Ribeiro
10 - Bem alto
Zecarlos Ribeiro
11 - 1800 e pouco
Zecarlos Riveiro
12 - No decorrer da madrugada
Luiz Tatit
13 - Olhando a paisagem
Luiz Tatit
14 - Release
Luiz Tatit

Músicos
Akira Ueno - Gal Oppido - Hélio Ziskind - Luiz Tatit - Ná Ozzetti - Paulo Tatit - Pedro Mourão - 
Geraldo Leite - Ciça Tuccori

****************************
Porque a esperança demora a morrer, destaco a magnífica "Olhando a paisagem".

O Homem Traça diz: ROAM!



Olhando a paisagem