domingo, 30 de março de 2014

Estopim - 1999 - Ná Ozzetti


1 - Crápula
Dante Ozzetti - Luiz Tatit
2 - Capitu
Luiz Tatit
3 - Canto Em Qualquer Canto
Itamar Assumpção - Ná Ozzetti
4 - Estopim
Dante Ozzetti - Luiz Tatit
5 - Você Se Foi
Itamar Assumpção - Ná Ozzeti
6 - Nosso Amor
Dante Ozzetti - Luiz Tatit
7 - Outra Viagem 
José Miguel Wisnick
8 - Ultrapássaro 
José Miguel Wisnick - Dante Ozzetti
9 - O Tapete
José Miguel Wisnick - Ná Ozzeti
10 - Sanfoneiros Serelepes
Itamar Assumpção - Ná Ozzeti
11 - Toque De Reunir
Ná Ozzeti - Luiz Tatit
12 - Eu Voltarei, Viu
Ná Ozzeti - Luiz Tatit
13 - Desfile
Ná Ozzeti - Luiz Tatit
14 - Princesa Encantada
Antônio Correia - Cacique

Músicos
Dante Ozzetti - Caito Marcondes - Kiko Moura - Geraldinho Vierira - Dimos Goudaroulis - Fábio Tagliaferri - Marta Ozzetti

Participação especial 
Luiz Tatit - Suzana Salles - André Magalhães

**********************

Nesse disco temos a já clássica Capitu, de Luiz Tatit, antigo parceiro do Rumo. Ná está, como sempre, brilhante ao interpretar as composições de Wisnik, Tatit e Itamar. Os arranjos são do mano Dante Ozzetti, que também assina composições bacanas como Estopim e Ultrapássaro. As parcerias são surpreendentes. Chamo atenção para a qualidade musical de "canto em qualquer canto", com letra de Itamar Assumpção. É uma canção que dá o tom de toda a carreira de quem nasceu na terra encantada de Oz. Eis, novamente, para todo sempre mágica, a nossa Ná de Oz.

O Homem Traça diz: ROAM!

 

Canto em qualquer canto

Ná Ozzetti - 1988
Postagem original em 06/07/2008



1 - Sua estupidez
Erasmo Carlos - Roberto Carlos
2 - Nós
Tião Carvalho
3 - Ah!
Luiz Tatit
4 - No rancho fundo
Ary Barroso - Lamartine Babo
5 - Dio come ti amo
Domenico Modugno
6 - Sócrates brasileiro
José Miguel Wisnik
7 - A olhos nus
José Miguel Wisnik
8 - Libra
José Miguel Wisnik
9 - Cardápio barra pesada
Paulo Le Petit - Itamar Assumpção
10 - Orfeu
José Miguel Wisnik
11 - Diva
Dante Ozzetti

Músicos

Dante Ozzetti - Gabriel - Chantily - Duda Neves - Edimilson A. Forni - Raul de Souza - Gigante Brazil - Bocato - Paulo Tatit - Akira Ueno - Sergio H. Schreiber de Freitas - Gal Oppido - Pedro Mourão - Elisa Zein - Marco Aurélio B. de Oliveira - José Miguel Wisnik - Luiz Waack - Paulo Le Pettit - Bangla - Lino Simões - Marta Ozzetti - Gilson Barbosa Freire - Mario Sergio Rocha - Beto Freire

**************************

Ná de "Oz", pois que sua mágica musical encanta e conduz o público por caminhos sempre novos e criativos. Eu não estava em Sampa quando o Lira Paulistana estourava, só ouvi o Rumo depois, mas na segunda metade dos anos oitenta lá estava eu caçando shows baratos e/ou gratuitos por aqui.

Foi assim que vi o show desse LP: Ná então com seus trinta anos de idade, num teatrinho na praça da República, eu e mais dez na platéia. A coisa ficou tão intimista que no final Ná nos convidou pra assistir ao show do Itamar Assumpção que estava ali perto na Funart, lançando o seu Intercontinental, despedida de ambos para um rolê pela Europa.

Esse trabalho projetou Ná Ozzetti como cantora-revelação, categoria pela qual recebeu os prêmios "Sharp" e "Lei Sarney". O primeiro disco solo de Ná registrou as principais diretrizes de seu trabalho até então: influências do Grupo Rumo, releituras de canções conhecidas - marcantes em sua carreira - e interpretações de obras inéditas de compositores como José Miguel Wisnik, Tião Carvalho e Itamar Assumpção, além do convívio com músicos instrumentistas.

O melhor de tudo é que, passados mais de vinte anos, a cada novo disco, a cada novo show, Ná dá mais provas, naturalmente, de que o que faz é pura magia! Destaco "Cardápio barra pesada" do saudoso Itamar que aqui nesse humilde post também se faz presente.

O Homem Traça: ROAM!



Cardápio barra pesada

sexta-feira, 21 de março de 2014

Kali - 1985



1 - Spiralen
Teddy Bürlochen
2 - Da Tequila
Léa Freire
3 - Ubachuva
Renata Montanari
4 - Papai Sabe Tudo
Mariô Rebouças
5 - Pitú
Rique Pantoja
6 - Funk do Tank
Renata Montanari
7 - Balada Prás Mina
Rui Saleme
8 - Upa, Neguinho
Edu Lobo e Gianfrancesco Guarnieri
9 - Locomotiva
Renata Montanari

Bônus
10 - Cais (ao vivo no Centro Cultural São Paulo)
Milton nascimento - Ronaldo Bastos
11 - To Pat (ao vivo no Centro Cultural São Paulo)
Renata Montanari
12 - Sambaum (ao vivo na Fábrica do Som - TV Cultura)
Tereza


Musicistas: 

Mariô Rebouças - piano e teclados
Vera Figueiredo - bateria e percussão
Renata Montanari - guitarra
Gê Côrtes - contrabaixo.

******************************

O Grupo Kali foi uma banda instrumental formada por mulheres. Com quatro instrumentistas contumazes, o grupo foi fundado em 1982. Elas se conheciam da escola CLAM, a do Zimbo Trio, e mantiveram contato tocando nos bares paulistanos. Seu repertório gira em torno da MPB, passando pelo clássico "Upa Neguinho" e o frevo "Locomotiva", do instrumental brasileiro e do jazz. Os arranjos são muito sólidos, cabendo espaço para a criação e improvisação, marca registrada do Kali. Nos Bônus trazemos três momentos ao vivo, registros disponíveis na rede (via youtube), que marcam a competência dessas grandes musicistas.

O Homem Traça diz: ROAM!



Locomotiva

terça-feira, 11 de março de 2014

Programa Criatura de Sebo 21



Bloco Música Popular Brasileira

1 – Mulher segundo meu pai
De: Itamar Assumpção
Por: Dona Zica
Disco: Filme Brasileiro
2005

2 – Menina passarinho
Cátia de França
Disco: Estilhaços
1980

3 – Fulano, beltrano e sicrano
Fátima Guedes
Disco: Fátima Guedes
1979

4 – Canto em qualquer canto
Ná Ozzetti – Itamar Assumpção
Por : Ná Ozzetti
Disco: Estopim
1999

5 – Yayá Massemba
De: Roberto Mendes
Por: Maria Bethânia
Disco: Brasileirinho
2003

Bloco Música Instrumental


6 – Locomotiva
De: Renata Montanari
Por: Kali
Disco: Kali
1985

7 – Piano Attack
De: Ari Borger
Por: Ladies Instrumental
Instrumental Sesc Brasil

8 – Salsando
Lis de Carvalho
Instrumental SESC Brasil
Gravação Youtube
2012

9 – Forró Brasil
De: Hermeto Pascoal
Por: Renata Montanari
Gravação Youtube
2012

Bloco Progressivo

10 – Último entardecer
Por: Bacamarte – Jane Duboc
Disco: Depois do Fim
1983

11 – Fumaça
De: Cláudio Lucci
Por: São Quixote – Mônica Marsola
São Quixote
1983

12 – Kyrie
De: Nelson Ângelo
Por: A Tribo - Joyce
Disco: Posições
1971

13 – Beautiful Country
De: Jim McCarty e John Hawken
Por: Illusion
Disco: Out Of The Mist
1977

Bloco Rolê pelo Mundo

14 – Coro da Primavera
De: Zeca Afonço
Por: Cristina Branco
Disco: Abril
2007
Portugal

15 – Venteles
Lisa Gerrard
Disco: The Mirror Pool
1995
Austrália

16 – Cuerpo Y Alma
Esperanza Spalding
Disco: Esperanza
2008
EUA

17 - Ayúdame Valentina
Isabel Parra
Disco: Chants pour la révolution d'octobre (França)
1977
Chile

Bloco Prateleiras Amigas

18 – Vapor barato
De: Jards Macalé e Wally Salomão
Por: Gal Costa
Compacto
1970

19 – Luz Del Fuego
Rita Lee
Disco: Fruto Proíbido
1975

20 – Bons Sonhos
De: Vange Leonel
Por: Nau
1986

21 – Santa Igreja
Mercenárias
Disco: Cadê as armas?
1986

O Homem Traça diz: ROAM!

Downwind - 1979 - Gong



1 - Aeroplane 
2 - Cross Currents
3 - Downwind 
4 - Tin-Go-Lo-Ba
5 - What You Know 
6 - Emotions 
7 - Xtasea 

************************

Pierre Moerlen (1952-2005), toma parte na formação do Gong em 1967, grupo construído por Daevid Allen após a sua participação no Soft Machine. O grupo passou por diversas formaçoes, nesse disco temos Pierre Moerlen com a colaboração de Mike Oldfield, Didier Lockwood, Steve Winwood e Mike Taylor, com os quais dá continuidade ao trabalho calcado no xilophone/glockenspiel/vibrafone peculiar do Gong. Esse disco é uma obra de percussionistas, melódico e experimental, marcado por composições instrumentais, passa pelo progressivo, pelo jazz fusion, passa pela latinidade de Santana e também tem lá seu sotaque "dancing", moda predominante de então.

Essa humilde traça teve o prazer de ver o show do GONG no Festival Psicodália de 2014, sob o comando do velho gurú Daevid Allen, não faltaram viagens de space rock e o peso do progressivo desse grupo histórico.

O Homem Traça diz: ROAM!



Xtasea