domingo, 30 de março de 2014

Ná Ozzetti - 1988
Postagem original em 06/07/2008



1 - Sua estupidez
Erasmo Carlos - Roberto Carlos
2 - Nós
Tião Carvalho
3 - Ah!
Luiz Tatit
4 - No rancho fundo
Ary Barroso - Lamartine Babo
5 - Dio come ti amo
Domenico Modugno
6 - Sócrates brasileiro
José Miguel Wisnik
7 - A olhos nus
José Miguel Wisnik
8 - Libra
José Miguel Wisnik
9 - Cardápio barra pesada
Paulo Le Petit - Itamar Assumpção
10 - Orfeu
José Miguel Wisnik
11 - Diva
Dante Ozzetti

Músicos

Dante Ozzetti - Gabriel - Chantily - Duda Neves - Edimilson A. Forni - Raul de Souza - Gigante Brazil - Bocato - Paulo Tatit - Akira Ueno - Sergio H. Schreiber de Freitas - Gal Oppido - Pedro Mourão - Elisa Zein - Marco Aurélio B. de Oliveira - José Miguel Wisnik - Luiz Waack - Paulo Le Pettit - Bangla - Lino Simões - Marta Ozzetti - Gilson Barbosa Freire - Mario Sergio Rocha - Beto Freire

**************************

Ná de "Oz", pois que sua mágica musical encanta e conduz o público por caminhos sempre novos e criativos. Eu não estava em Sampa quando o Lira Paulistana estourava, só ouvi o Rumo depois, mas na segunda metade dos anos oitenta lá estava eu caçando shows baratos e/ou gratuitos por aqui.

Foi assim que vi o show desse LP: Ná então com seus trinta anos de idade, num teatrinho na praça da República, eu e mais dez na platéia. A coisa ficou tão intimista que no final Ná nos convidou pra assistir ao show do Itamar Assumpção que estava ali perto na Funart, lançando o seu Intercontinental, despedida de ambos para um rolê pela Europa.

Esse trabalho projetou Ná Ozzetti como cantora-revelação, categoria pela qual recebeu os prêmios "Sharp" e "Lei Sarney". O primeiro disco solo de Ná registrou as principais diretrizes de seu trabalho até então: influências do Grupo Rumo, releituras de canções conhecidas - marcantes em sua carreira - e interpretações de obras inéditas de compositores como José Miguel Wisnik, Tião Carvalho e Itamar Assumpção, além do convívio com músicos instrumentistas.

O melhor de tudo é que, passados mais de vinte anos, a cada novo disco, a cada novo show, Ná dá mais provas, naturalmente, de que o que faz é pura magia! Destaco "Cardápio barra pesada" do saudoso Itamar que aqui nesse humilde post também se faz presente.

O Homem Traça: ROAM!



Cardápio barra pesada

Nenhum comentário: