domingo, 5 de julho de 2015

Orquestra Armorial - 1975

Postagem original - 04/01/2010



1 - Abertura 
Cussy de Almeida
2 - Galope
Guerra Peixe
3 - Ciranda armorial 
Jose Tavares de Amorim
4 - Nordestinados
Cussy de Almeida
5 - Repentes 
Antonio Jose Madureira
6 - Terno de pífanos 
Clóvis Pereira
7 - Aboio 
Cussy de Almeida
8 - Mourão 
Guerra Peixe
9 - Pífanos em dobrado 
Jose Tavares Amorim
10 - Sem lei nem rei - 1º. Movimento 
Capiba
11 - Kyrie 
Cussy de Almeida
12 - Abertura 
Cussy de Ameida

 Músicos
Cussy de Almeida
Maestro e Arranjador
Cussy de Almeida, Brigitta Fassi Fihri, Ricardo Bussi, Benjamin Wolkoff, Cristina Bussi, Samuel Gegna
Violinos
Frank Musick, Emílio Sobel 
violas
Marisa Johnson, José Carrion 
cellos
Silvio Coelho 
baixo
José Tavares do Amorim, Ivanildo Maciel da Silveira 
flautas
José Gomes
cravo
Henrique Annes 
violão, viola sertaneja
José Xavier da Silva 
berinbal
José Xavier da Silva, Antônio Revorêdo, Geraldo Fernandes Leite, Edilson Nóbrega da Silva 
percussão

****************************************

O Movimento Armorial teve entre seus idealizadores, Ariano Suassusa e Cussy de Almeida. Com uma proposta de divulgar a arte nordestina na música, teatro, literatura e artes plásticas,  a Arte Armorial Brasileira "é aquela que tem como traço comum principal a relação com o espírito realista e mágico dos folhetos do Romanceiro Popular do Nordeste, Literatura de Cordel, com a música de viola, rabeca ou pífano que acompanha seus cantares e com a xilogravura que ilustra suas capas, assim como o espírito e a forma das artes e espetáculos populares com esse romanceiro relacionados", dizia Suassuna.

A Orquestra Armorial de Câmara iniciada em 1969, estreou em 18 de outubro de 1970 na igreja de São Pedro dos Clérigos em Recife, data também do lançamento oficial do Movimento. Com uma sonoridade que traduz todo um sentimento de brasilidade nordestina, a música armorial se propõe a realizar uma arte brasileira erudita a partir de raízes populares, utilizando instrumentos típicos de nossa tradição musical que remontam o barroco do século XVIII, como a rabeca, a viola, o clavicórdio e a viola de arco.

Para maiores informações sobre o Movimento Armorial, leia o texto assinado por Suassuna,  na contra-capa deste LP.


O Homem Traça diz: ROAM!

Ciranda armorial

3 comentários:

Anônimo disse...

Infelizmente a única música que veio no arquivo ripado foi Reepente e mesmo assim está corrompida.

Homem Traça disse...

Por aqui as prateleiras estão com os arquivos bonzinhos que só! Bora roer essas pérolas!

Sergio disse...

A Orquestra Armorial de Câmara de Pernambuco, grupo do Conservatório Pernambucano de Música, estreou na realidade no dia 21 de Agosto de 1970. O Movimento Armorial estreia apenas no quinto concerto do grupo, no dia 18 de outubro de 1970.
Em comemoração aos 45 anos da Orquestra Armorial de Câmara de Pernambuco, o Conservatório Pernambucano de Música está lançando dia 17/12/2015 uma edição de partituras selecionadas da Orquestra Armorial. O conteúdo estará disponível para download no site da editora, < www.cepe.pe.gov.br >. Infelizmente não será o conteúdo completo dos livros, pois alguns compositores e herdeiros não permitiram a disponibilização de várias das músicas.