segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Se o caso é chorar - Tom Zé - 1972


01 - Happy end 
Antônio Pádua - Tom Zé
02 - Frevo (Pecadinho) 
Tuzé de Abreu - Tom Zé
03 - A Babá 
Tom Zé
04 - Menina, Amanhã de Manhã (O Sonho Voltou) 
Perna - Tom Zé
05 - Dor e Dor 
Tom Zé
06 - Senhor Cidadão 
Tom Zé
07 - A briga do Edifício Itália com o Hilton Hotel 
Tom Zé
08 - O Anfitrião 
Tom Zé
09 - O Abacaxi de Irará 
Ribeiro - Perna - Tom Zé
10 - O Sândalo 
Tom Zé
11 - Se o Caso é Chorar 
Perna - Tom Zé
12 - Sonho Colorido de um Pintor 
Talismã - B. Lobo

Músicos
Tom Zé - Odair Cabeça de Poeta - Koelho - Edgar - Geraldo Rosa - Marinho - Gabriel - Casali - Osay - Oswaldo

************************

Tom Zé é um colecionador de adjetivos caros aos espíritos criativos. Controverso, irreverente e engraçado é o mínimo. Esse disco foi editado originalmente com o nome Tom Zé, mas em 1984 foi relançado e rebatizado para Se o caso é chorar. Essa faixa, aliás, é uma colagem com frases de diversas canções de amor do cancioneiro nacional e internacional. Tom Zé diz que é puro plágio mesmo. Encontramos aqui regravações de canções do disco de 1970, como Jimmy, Renda-se que virou Dor e dor, com outras letras e arranjos. Com esse disco questões cruciais se aprofundam: com quantos quilos de medo se faz uma tradição? Será que a tesoura do cabelo também corta a crueldade? Mas a cereja da ironia se dá com a felicidade desabando, imposta e artificial para aqueles anos de chumbo.

O Home Traça diz: ROAM!



Menina, Amanhã de Manhã (O Sonho Voltou) 

Nenhum comentário: