segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Voodoo Trance Music Ritual Drums of Haiti - 1974 - Jobelou

Postagem original: 03/11/2008



1 - Yanvalou
2 - Djuba
3 - Banda
4 - Petro
5 - Bumba
6 - Nago
7 - Congo
8 - Kita
9 - Mahi Lété - Dahomey fla vodou
10 - Ibo
11 - Mazone - Crabigné - Guédé
12 - Zepaule

************************************


Novembro é mês da consciência negra e trago para nosso espaço um pouco da produção musical do povo Haitiano. Trata-se da gravação de alguns toques tradicionais da cultura haitiana, basicamente utilizados nos rituais de voodoo. É interessante notar que existem grandes semelhanças com batuques brasileiros e, mesmo, com sonoridades apresentadas por grupos de percussão como o virtuoso Uakti.

No entanto, nem só de música vive a humanidade, por isso partilho algumas reflexões e proposta de ação com aqueles que sabem que consciência só tem validade quando reflete uma práxis.

O Haiti foi a primeira nação do o Continente Americano a se constituir, em 1804, nação independente e a se libertar da escravidão, tornando-se a primeira república negra do mundo. Mas desde então, mais de 200 anos depois, as grandes potências fazem o povo haitiano pagar. O Haiti tem 8 milhões de habitantes e é o país mais pobre do continente americano: 60% da população ativa está desempregada, 80% da população vive abaixo do nível da pobreza, a expectativa de vida está hoje abaixo de 50 anos.

Saibam que nesta situação na qual falta de tudo, na qual a população vive em condições de extrema dificuldade, Préval (Presidente títere "eleito", após golpe de estado realizado pelos EUA, ) continua a pagar as prestações da dívida externa do Haiti aos bancos internacionais: 1 milhão de dólares que lhes são entregues a cada semana, considerando-se que 80% desta “dívida” foi contratada sob os regimes dos ditadores Duvalier pai e filho, Papa Doc e Baby Doc! Um milhão de dólares por semana que permitiriam comprar e distribuir toneladas de arroz, de água, de remédios etc...


Davi Josue - advogado haitiano que esteve no Brasil recentemente, divulgando as atrocidades cometidas pelas tropas da ONU e pedindo ao Governo Brasileiro a retirada - afirma:
"Os soldados brasileiros fazem “raides” terríveis contra os habitantes de comunidades pobres e sem defesa no Haiti, deixando em sua esteira um rastro de sangue, lágrimas e mortes. A responsabilidade repousa em você, Presidente. Não é possível que seja isso o melhor que o povo brasileiro tem a oferecer. Como isso pode ocorrer enquanto é você o presidente do Brasil?". 

O Haiti não precisa de tropas, nem das empresas brasileiras que estão indo pra lá aproveitar do emprego da mão de obra barata para manter seus lucros. Essa ajuda humanitária é similar a de Bush no Iraque e Afeganistão.


O Homem Traça diz: ROAM!

   

Nago

4 comentários:

Krika disse...

Olá, Homem Traça! Por favor, não estou conseguindo roer o álbum de música haitiana e PRECISO fazê-lo, sob pena de morrer de inanição musical! O mediafire fica processando eternamente... Como contornar isto? Gracias. Abraço.

Homem Traça disse...

Olá, Krika!
Demorei, mas repostei em outro provedor. Veja agora se dá certo.
Abraço

Krika disse...

Ai, Homem Traça, não tenho palavras para agradecer-te! Eu conheci a música deste ritual haitiano através de uma cantora de lá que viveu um tempo aqui na minha cidade e é simplesmente maravilhosa!
Estou baixando, FELIZ DA VIDA! Aproveito para elogiar teu blog e dizer-te que encontei aqui o ALMENDRA (quase pirei de alegria!) e outros muito desejados e raros! Gracias mais uma vez e um beijo na tua alma.

Ranieri disse...

Muito bom. Não apenas gostei do material disponibilizado, como também assino embaixo no último parágrafo do post. O subimperialismo tupiniquim é de se lamentar!

Abraços,
Ranieri.