terça-feira, 1 de maio de 2018

1o de Maio - 2018 - V.A.


1 - Primeiro de Maio
Chico Buarque de Hollanda - Milton Nascimento
Geraes - Milton Nascimento
1976
2 - Um canto de trabalho
Nelson Ângelo - Cacaso
Bicicleta - Boca Livre
1980
3 - Vida de operário
Marumby - D. Hilário - Nhô Néco
Que moda! - Passoca
1979
4 - Desperta!
Alessandra Leão
Brinquedo de Tambor - Alessandra Leão
2006
5 - Bom Dia
Gilberto Gil - Nana Caymmi
Bom dia - Tarancón
1980
6 - O patrão nosso de cada dia
João Ricardo
Secos & Molhados
1973
7 - Que força é essa
Sílvio Roriguez
Canto Forte - Dércio Marques
1979
8 - A massa 
Raimundo Sodré - Jorge Portugal
A Massa - Raimundo Sodré
1980
9 - Arreuni
Chico Maranhão
Erva Cidreira - Doroty Marques
1980
10 - Arueira
Geraldo Vandré
Canto Geral - Geraldo Vandré
1968
11 - Mote do navio
Pedro Osmar
Baque solto - Lenine & Lula Queiroga
1983
12 - Caxangá
Fernando Brant - Milton Nascimento
Elis- Elis Regina
1977
13 - Engenho de Flores
Papete
Bandeira de Aço - Papete
1978
14 - Damião
Juçara Marçal
Encarnado
2014
15 - A bandeira do meu partido
Jorge Mautner
Antimaldito - Jorge Mautner
1985

*******************************

Mais que um feriado, é dia de luta, de discussão, de demonstração de força. O 1º de maio de 2018, no Brasil, é mais especial ainda. Há quase dois anos do Golpe institucional (jurídico, parlamentar, midiático), eis que o seu programa se mostra incontestável: veio para ceifar os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras com as contrarreformas trabalhista, da previdência, do Ensino Médio, veio para privatizar e privar ainda mais o povo da democracia tão parca. Agora, com o estado de exceção jurídico/militar, os golpistas avançam para tirar do povo o direito a votar em quem de fato escolheram para revogar as maldades encomendadas pelo mercado financeiro, em quem se compromete com a recuperação das riquezas do país entregues às multinacionais (pré-sal, Eletrobrás), em quem pretende convocar uma constituinte para varrer as instituições apodrecidas e avançar na realização das reformas populares. Lula foi preso sem provas, a maior representação que a classe trabalhadora brasileira já teve em sua história. Os golpistas esperam encarcerar os sonhos e findar com a organização da classe trabalhadora. Mas o povo resiste e no 1o de maio, ergue mais alto as suas bandeiras: Lula livre! Lula inocente! Lula presidente! 

Aqui temos uma pequena homenagem à classe trabalhadora brasileira, reforçando a fé de que a classe que tudo produz, tudo a ela pertence, sobretudo um futuro livre de opressão.

O Homem Traça diz: ROAM!

 

Primeiro de Maio

5 comentários:

Ranieri disse...

Camarada,

concordo com absolutamente cada palavra do seu texto. Que o trabalho vença o capital nesta revolução que cotidianamente produz!!!!

Saudações revolucionárias.
Ranieri Carli.

DADO disse...

Parabéns pela oportuna postagem. Só não baixei pois já tenho todas as músicas carinhosamente arquivadas!
Abraços
e obrigado
Dado

Anderson Kovalsky disse...

Ótima seleção. Valeu!

Homem Traça disse...

Valeu, companheirada!

Anônimo disse...

Perdeu a chance de ficar calado.