terça-feira, 2 de setembro de 2008

Sonho da Rabeca - Mestre Salustiano - 1998

1 - Coco de Manoel - Coco
Rui Bandeira
2 - Pimenta na Brasa - Forró de pé de serra
Mestre Salustiano
3 - A Pata Piou - Toada de Cavalo Marinho
Mestre Salustiano
4 - Toada de Cavalo Marinho
Domínio Público - Adap. Mestre Salustiano
5 - Esse Coco é Bom - Coco
Mestre Salustiano
6 - Arretação - Forró de pé de serra
Mestre Salustiano
7 - Mateus e Catirina - Toada de Cavalo Marinho
Mestre Salustiano
8 - Bota o cachorro no Mato - Coco
Mestre Salustiano
9 - Macaco Ensaboado - Forró de pé de serra
Mestre Salustiano
10 - Salu na Rabeca é Bom - Forró
Mestre Salustiano
11 - Cirandas
Mestre Salustiano
12 - Mané Corta o Pau na Mata - Toada de Cavalo Marinho
Mestre Salustiano
13 - Maracatu - Sambas, marchas e galopes
Mestre Salustiano
14 - Maracatu Rabecado
Mestre Salustiano

******************************

É com pesar que noticio a morte do artista pernambucano, Mestre Salustiano. Faleceu aos 62 anos de arritmia cardíaca provocada pela doença de Chagas, na manhã de 31 de agosto de 2008.

Manoel Salustiano Soares, vulgo Mestre Salu, o maior nome do maracatu pernambucano, influenciou nomes como Alceu Valença e o Movimento Armorial, foi professor de Siba (o rabequeiro do extinto Mestre Ambrósio), de Antônio Nóbrega, que ganhou o País com seu Teatro Brincante e de Chico Science, que, à frente da Nação Zumbi, detonou o Mangue Bit, movimento que recebeu fortes influências da rabeca do Salu. Nascido em Aliança, Zona da Mata de Pernambuco, o artista sempre lutou pela preservação das manifestações culturais da Zona da Mata, como ciranda, coco, maracatu e caboclinho.

Apesar de ser um dos artistas mais influentes da cultura popular pernambucana, Salustiano gravou apenas quatro álbuns em mais de 50 anos de carreira, sendo a primeira gravação "Sonho da rabeca", aos 54 anos de idade.

Em 2007, Salustiano recebeu o título de Patrimônio vivo de Pernambuco. Ele também participou das mini-séries da Rede Globo “
A Pedra do Reino” e “Hoje É Dia de Maria”.

Destaco "Arretação", para nós, que ficamos, continuarmos no baque areando a fivela, inspirados pelo Mestre.

O Homem Traça diz: ROAM!



Arretação


Nenhum comentário: