terça-feira, 7 de setembro de 2010

Índia - Gal Costa - 1973




01 - Índia 
José Asunción Flores / Manuel Ortiz Guerrero / Vrs. José Fortuna
02 - Milho Verde 
Tradicional Portugal / Adpt. Gilberto Gil
03 - Presente Cotidiano 
Luiz Melodia
04 - Volta 
Lupicínio Rodrigues
05 - Relance
Caetano Veloso / Pedro Novis
05 - Relance 
Caetano Veloso / Pedro Novis
06 - Da Maior Importância 
Caetano Veloso
07 - Passarinho 
Tuzé de Abreu
08 - Pontos de Luz 
Jards Macalé / Waly Salomão
09 - Desafinado 
Tom Jobim / Newton Mendonça

Músicos:

Rogério Duprat - Gilberto Gil - Arthur Verocai - Chico Batera - Dominguinhos - Luiz Alves -
Dom Chacal - Robertinho Silva - Toninho Horta - Wagner Tiso - Tenorio Jr.

 **********************************************

Vi uma dica de uma amiga no mundo facebook e lá fui eu me deliciar com a Gal desse disco cantando "Da maior importância". Essa canção é uma bela sacada do Caetano, figura que tem melhores criações poéticas, que  posições políticas. Essa musiquinha me acompanha desde garoto a cada "fora" tomado na longa coleção de anos e amores (é, Traças também tanto amam, quanto envelhecem). Daí a vontade de postar esse disco, que não é novidade na rede, mas que já está fora do ar em postagens de vizionários como o Loronix (o CD custa só R$ 12 na loja em frente ao cineminha da Rua Augusta).

A primeira faixa que dá título a esse disco da Gal é uma canção paraguaia adaptada (com letra bastante amainada para o pudico gosto brasileiro, a tradução mais fiel a original está na gravação do Tayguara). É um álbum de extremos, que traz músicas experimentais e fecha com a tradicional Bossa Nova, "Desafinado". Há a participação de vários arranjadores e uma constelação de músicos brasileiros, incluindo o piano do lendário Tenório Jr., desaparecido na Argentina durante a Ditadura Militar do pais vizinho, nos anos 70. Chamo atenção para a gravação de "Milho Verde", também gravada na época por Zeca Afonso, cantor e compositor português, ícone da Revolução dos Cravos (1974). Se quiser saber mais sobre a Gal, veja aqui.

O Homem Traça diz: ROAM!



Milho Verde

Nenhum comentário: